“Somos o que fazemos repetidamente. Por isso, o mérito não está na ação e sim no hábito." ( Aristóteles )


quinta-feira, 7 de março de 2013

DIA INTERNACIONAL DA MULHER


Se quiser, ouça a bela voz de CORINNE  BAILEY RAE, cantando a linda música PUT YOU RECORDS ON ( com tradução), que fala de liberdade, de enfrentar medos e de auto-aceitação. 


A criação do Dia Internacional da Mulher surgiu a partir de um episódio trágico. No dia 8 de março de 1857, cerca de 129 operárias de uma fábrica têxtil de Nova York entraram em greve. Elas reivindicavam salário igual ao dos homens e redução da sua jornada de trabalho de quatorze para dez horas, e o direito à licença-maternidade. Em resposta a essa pretensão das grevistas, os patrões e a polícia as trancaram no interior da fábrica e incendiaram o prédio. Com isso, todas as mulheres morreram queimadas.
Daqui
Ficheiro:Día Internacional de la Mujer - Barcelona 2009 - 004.jpg Día Internacional de la Mujer - Barcelona 2009


Quando falamos em dia internacional da mulher, lembramos das várias formas de lutas de emancipação e reconhecimento dos direitos e respeito à mulher. Há heroínas espalhadas por todo canto, vencendo desafios, sendo reconhecidas ou não. E também batalhadoras por causas humanistas. 
Nesse dia, vou indicar um filme que conta a história real de  Aung San Suu Kyi, filha de um herói da independência da Birmânia, que se casou na Inglaterra com Michael Aris  e teve dois filhos.  
Quando  Aung decidiu voltar à Birmânia, é procurada por líderes locais e passa a colaborar com o movimento da democracia pela não-violência na atual República da União de Myanmar
Inspirada pelas campanhas não-violentas dos líderes dos direitos civis Martin Luther King nos EUA e Mahatma Gandhi na Índia, ela organizou comícios e viajou pelo país, pedindo reforma democrática pacífica e eleições livres
Acaba tornando-se um ícone do movimento. Mas suas atitudes não agradam à ditadura militar, que tenta impedi-la de promover as manifestações e ordena que Aung permaneça em prisão domiciliar por 15 anos, sem poder ver seus filhos, nem seu marido, cuja apoio na luta da mulher é decisivo  pra dar-lhe forças. Ela recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 1991, mas não pôde ir receber, por estar detida. Durante os períodos de confinamento, Suu Kyi se ocupou de estudar e se exercitar. Ela meditava, trabalhou em suas habilidades do idioma francês e japonês, e relaxava tocando Bach no piano. Mas, durante seus primeiros anos de detenção, ela ficou muitas vezes na solitária.
Como o líder sul-Africano Nelson Mandela, Aung San Suu Kyi tornou-se um símbolo internacional da resistência pacífica diante da opressão.
O filme é sobre política, liberdade, democracia e relata a história da luta de uma grande mulher que, mesmo aprisionada,  mantém a alma livre e sobrevive  ao sofrimento com o amor e o companheirismo do marido ainda que,  geograficamente, muito distante. 

ALÉM DA LIBERDADE - Trailer Legendado HD


Aung San Suu Kyi também aparece no filme MUITO ALÉM DE RANGUN

Mais sobre a trajetória de Aung San Suu Kyi na BBC News Ásia (Clicar sobre)que teve seu pai assassinado, quando ainda era uma criança. 
Aprisionada, Ela não foi autorizada a ver seus dois filhos ou seu marido, que morreu de câncer em março de 1999.
As autoridades militares se ofereceram para deixá-la viajar ao Reino Unido para vê-lo quando ele estava gravemente doente, mas ela se sentiu obrigada a recusar por medo de não receber autorização para voltar ao seu país. 
Seu último período de prisão domiciliar terminou em novembro de 2010 e seu filho Kim Aris foi autorizado a visitá-la pela primeira vez em uma década.


Este é o dia de agenda comemorativa, mas desejo que sejamos  mulheres com muitos dias felizes.
Um abraço cheio de energia boa e volte sempre.

10 comentários:

  1. Gostei muito de ler o post está muito interessante. E ser mulher é óptimo.
    Beijinhos grandes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim Lena, ser mulher é ótimo mesmo. Beijos!

      Excluir
  2. Margarete
    Que homenagem mais linda!! Parabéns para todas nós, que procuramos viver com sabedoria 365 dias do ano, sem esquecer de colocar a mão na massa para criar um mundo melhor.
    grande beijo
    Regiane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo Regiane. Que bom que somos capazes de tantas coisas e procuramos fazer tudo com capricho. Grande beijo!

      Excluir
  3. Ola Margarete

    Assim como Aung San Suu Kyi,como as operarias em NY,temos mulheres neste mundo de Deus, maravilhosas que merece nosso respeito e homenagem.
    Eu lir o sari vermelho e encantei-me com a historia desta Italiana,hitoria real,que vale a pena ler.Lir infiel de (ayaan hirsi ali)historia de vida fantastica)lir a muitos anos a hitoria de Iara Iavelberg, revolucionária na época da Ditadura Militar no Brasil e companheira de Carlos Lamarca,sem falar em Olga Prestes ,Zelia Gathai,minha avó,minha mãe e tantas outras que eu tenho muito carinho e admiração e voçe claro que aprendi a admirar atraves de sua historia de vida que eu admiro muito.Sua sensibilidade,sua maturidade e teu equilibrio,sem falar na tua beleza,faz de ti uma mulher fantastica e especial.Feliz todos os seus dias de mulher querida,beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Patrícia!
      Você gosta de ler histórias biográficas né? Também gosto. O Sari Vermelho, conta a história da nora de Indira Gandhi né? O livro Infiel eu gostaria de ler; Essa moça, ayaan hirsi ali, apesar da violência da mutilação sexual que sofreu e da luta a favor dos direitos da mulher muçulmana, tem uma leveza e tranquilidade que surpreende num discurso emocionante (http://www.youtube.com/watch?v=icWmDCKEkd0)
      Que bom que você me lembrou desse livro. E temos grandes brasileiras lutadoras de causas também, além de muitas bem pertinho da gente.
      Não sei se sou merecedora de tudo que você me descreve, mas seu olhar melhora o meu. Esses mesmos adjetivos cabem perfeitamente em você, que é daquelas pessoas que a gente gostaria de ter pertinho. Infinitos dias felizes pra você, grande mulher e um abraço apertado.

      Excluir
  4. Olá amiguinha,
    estamos fascinadas com toda a natureza magnifica do seu jardim!
    Obrigada pelo carinho e pelas curiosidades sobre o dia da mulher. Adoramos este post!
    Beijos de Portugal
    mel e jasmim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mel e Jasmim ( Esse nome vem perfumado...)
      Meu jardim tem um ar displicente de "parece que as plantas nasceram ali" e foi plantado por anos a fio com muito carinho.
      Neste sábado, vi uma reportagem sobre Lisboa e fiquei encantada por essa terra com valores e comércio preservado...muitos passados por três gerações. Um dia visitarei a linda Portugal.Beijos e volte sempre!

      Excluir
  5. Linda homenagem e muito bem colocada! Estou passeando em seu Blog e adorando todas as postagens...já fui lá ver o jardim e ler matérias, parabéns!
    Beijos, luz, paz e te desejo uma ótima semana!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você veio conhecer esse cantinho, está " folheando " outras postagens e gostando. Venha sempre, você será bem vinda CamomilaRosa
      Muita luz e paz pra você também. Beijos!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...